Uma das coisas mais importantes na hora de montar a sua viagem é decidir a melhor época e quando ir para a Rota das Emoções, para que você possa ter sempre as melhores experiências do jeito que você sempre sonhou viver nos destinos, inspirados em fotos que vê nas mais diversas mídias. Pra falar a verdade, essa é uma viagem que pode ser feita durante todo o ano, mas tudo vai depender do que você quer ver e o que fazer por lá.

Por exemplo, tem épocas onde os destinos tem mais pessoas curtindo as férias escolares ou feriadões, em outras épocas tem mais vento (o que é bom para quem pratica kitesurf), em outros momentos as lagoas estão com o nível de água bem baixas, e por aí vai. Os destinos são sempre incríveis, mas continue lendo para entender como descobrir as melhores épocas ou melhores meses para você viajar para a Rota das Emoções.

Senta que lá vem textão! Mas te garanto que, depois de ler esse artigo, você vai sair PHD dando aula para os amigos sobre as melhores épocas e quando ir para a Rota das Emoções.


Entenda como funciona o clima na região

Vou tentar explicar de forma “fácil” como funciona o clima na região da Rota das Emoções para que você possa decidir as datas da sua viagem na melhor época que você estiver procurando. É importante ler direitinho esses próximos parágrafos. É fácil de entender.

É sabido que o clima dos estados da região norte/nordeste mais próximos da linha do Equador é totalmente influenciado pelo clima da Amazônia. A nossa floresta “respira” diariamente e nesse processo emite toneladas de partículas de água na atmosfera formando nuvens que viajam quilômetros (no sentido anti-horário da Terra) e quando encontram com as águas aquecidas (no verão) do Oceano Atlântico formam nuvens pesadas que desabam por todo o litoral.

Historicamente, esse processo de formação de chuvas tem início em Dezembro, que vai se intensificando em Janeiro e Fevereiro, atingindo seu auge de precipitação em Março e Abril (quando mais chove), finalizando o processo em Maio, às vezes indo até o início de Junho. Essa temporada de chuvas (conhecida como monções) é mais intensa globalmente nas regiões que estão mais próximas à linha do Equador, principalmente no Verão.

São essas chuvas que, ao cair, vão direto para os lençóis freáticos e, o que sobra, transborda pelas dunas formando cenários impressionantes que vão enchendo as lagoas desde o Rio Grande do Norte, passando pelo Parque Nacional de Jericoacoara, e indo até o Maranhão, onde criam uma das paisagens mais espetaculares do planeta, os Lençóis Maranhenses, que também é um parque nacional.

Depois dessa aula de geografia, vale reforçar que isso não é uma regra. As mudanças climáticas tem afetado o clima em diversas regiões do planeta e não tem sido diferente no Brasil. É preciso ficar atento ao período chuvoso para ter uma ideia de como será a temporada das lagoas em toda a região da Rota das Emoções. Basicamente a regra é: se chover muito, as lagoas ficam cheias por mais tempo. E se chover pouco, as lagoas ficam com água por menos tempo.

Onde encontrar informações confiáveis

Aí você me pergunta: “Se a cada ano a temporada pode mudar, como eu fico sabendo então a melhor época e quando ir para a Rota das Emoções?”. É simples. Você pode buscar essas informações atualizadas em diversos lugares. Veja minhas dicas abaixo:

  1. Jornal Nacional e Apps de Celular – Assistir a previsão do tempo no Jornal Nacional ou ver as previsões nos Apps dos celulares ajudam muito. Essas são umas das minhas principais fontes de informações atualizadas sobre o clima na região da Rota das Emoções. Recomendo vocês ficarem sempre atentos aos estados do Ceará, Piauí e Maranhão. No App do Tempo do meu celular tem sempre salvo os principais destinos por onde iremos passar no roteiro;
  2. Site do Climatempo – Fique de olho no clima das principais cidades: Jericoacoara – CE, Barra Grande – PI, Parnaíba – PI, Barreirinhas e Atins – MA e Santo Amaro –  MA. Minha dica é olhar a previsão para 7 ou 15 dias ( chamado de “forecast” em Inglês).
  3. Site do ICMBio (nosso órgão gestor dos parques nacionais no Brasil) – Veja o que o ICMBio fala sobre quando ir aos Lençóis Maranhenses (com fotos comparativas das lagoas em diferentes períodos) e também sobre o Parque Nacional de Jericoacoara.
  4. Stalkear (“bisbilhotar”) – Procure algumas contas de Instagram dos moradores locais através das hashtags e Stories para avaliar. Essa é uma dica de mestre que eu aprendi a usar com o tempo. No campo de pesquisa por hashtags no Instagram fique de olho nas seguintes: #rotadasemocoes, #jericoacoara, #lencoismaranhenses, #atins, #santoamaro, dentre outras. Se tiver algum tempo, assista também os Stories de moradores ou empresas locais.
  5. Nosso Instagram – Visitando nosso Instagram @rotadasemocoesbrasil você terá sempre as informações mais atualizadas sobre o clima na Rota das Emoções, pois estou sempre falando sobre esse tema por lá.

CURIOSIDADE: Você sabia que no norte/nordeste costuma-se falar que a temporada das chuvas é o Inverno e a temporada de seca é o Verão? Sim, essa é uma tradição que vem passando de geração em geração, e que permanece viva até hoje.

Melhor época para ir a Jericoacoara

Segundo o blog Viaje na Viagem: “A melhor época para ir a Jericoacoara é o segundo semestre: de julho a dezembro, praticamente não chove. Em janeiro e fevereiro, porém, já pode nublar mais do que você gostaria, e até mesmo chover. Historicamente, os meses mais chuvosos são março e abril, quando a precipitação costuma atingir 300 mm. Maio também pode ser chuvoso, mas um pouco menos: a precipitação média é de 200 mm. A alta temporada começa em julho e vai até o Carnaval.”

Segundo o ICMBio: “O parque pode ser visitado durante todo o ano. A época das chuvas se concentra entre os meses de fevereiro e maio, contudo os dias chuvosos são permeados por períodos de sol intenso. Durante o restante do ano o Parque Nacional de Jericoacoara é privilegiado com dias ensolarados e vento constante, ideal para a prática de esportes náuticos a vela.”

Segundo o blog Melhores Destinos: “Jericoacoara é um destino para se visitar o ano inteiro! A temperatura em Jeri varia entre 35°C no verão e 22°C no inverno. A época de chuvas ocorre entre janeiro a junho, concentrando-se principalmente nos meses de março e abril. É nesse período que se formam as belíssimas lagoas da região. Mesmo que você decida viajar no período de chuvas, não significa que passarão dias e mais dias chovendo, isso é bastante raro nessa região. Geralmente as chuvas vêm e logo vão embora, então mesmo viajando nesse período você poderá aproveitar bons dias de sol. Historicamente, agosto é o mês com mais ventos em Jeri.”

Clima em Jericoacoara - Gráfico das Chuvas na região
Clima em Jericoacoara – Gráfico das Chuvas na região

Com dados sobre o clima de Jericoacoara retirados do site Climatempo.

Melhor época para ir ao Delta do Parnaíba

Segundo o blog do Climatempo: “A melhor época para visitar o Delta do Parnaíba é no período de maio a agosto. Nessa época a região recebe menos chuva, o calor diminui e as lagoas estão cheias e cristalinas. Também os meses de dezembro e janeiro é uma boa época para visitar o Delta, pois nesse período as chuvas ainda não são tão constantes.”

Segundo o blog Juju na Trip: “A melhor época para conhecer o Delta do Rio Parnaíba é nos meses de maio, junho e julho, quando as temperaturas não são tão elevadas e chove menos na região. Os meses de dezembro e janeiro também podem ser uma boa pedida para quem viaja em férias escolares, já que a quantidade de chuva ainda não é elevada.”

Segundo o blog Dicas de Viagem: “A melhor época para ir ao Delta do Parnaíba é no início do segundo semestre, entre julho e agosto, quando as temperaturas não estão tão altas. Se seu objetivo é observar os animais que vivem nessa região, a época mais úmida, entre fevereiro e maio, é a mais indicada para você, quando a fauna fica mais aflorada. Mas ir em outras épocas também não é ruim. O calor por lá está sempre presente, chegando ao auge no final e início do ano, quando venta bastante e é a melhor época para quem gosta de kitesurf ou de velejar. Nesse período, no entanto, você não vai encontrar lagoas muito cheias.”

Melhor época para ir aos Lençóis Maranhenses

Segundo o site do ICMBio: “O litoral oriental do Maranhão possui duas estações características ao longo do ano. A chuvosa, de fevereiro a maio, e a seca, de junho a janeiro. Após a estação chuvosa o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses apresenta seu mais belo cenário, pois as lagoas interdunares estão cheias. Conforme o período seco avança as lagoas secam pouco a pouco, chegando em novembro com o nível bem baixo. Mas é bom deixar claro, isso tudo depende do regime de chuva do ano, portanto, é sempre bom buscar informações com a administração do Parque Nacional ou com o receptivo local. O melhor período para visitar o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses vai de maio a setembro, mas a unidade está aberta a visitação o ano inteiro, de segunda a segunda, das 08:00 às 18:00.”

Segundo o blog Viaje na Viagem: “Chove bastante no primeiro semestre: é o que faz as lagoas encherem, ano após ano. Lá por junho, as chuvas cessam e o sol passa a brilhar todos os dias. E então as lagoas começam, lentamente, a secar. Em meados de outubro, a maior parte estará vazia. O ciclo das águas é implacável. No primeiro semestre, as chuvas constantes abastecem o lençol freático (captou?), que transborda e forma as lagoas. No segundo semestre, o sol perene vai secando as lagoas que a chuva encheu. Para visitar os Lençóis Maranhenses em todo o seu esplendor, você precisa ir no no início da época seca, antes que as lagoas evaporem. É preciso esperar parar a chuva porque com tempo nublado as lagoas, mesmo cheias, perdem o encanto: é a luz do sol que ilumina os azuis e verdes das lagoas mais bonitas. Se você quer ter uma experiência à altura da sua expectativa, vá entre junho e setembro.

Segundo o Melhores Destinos: “A temporada de chuva nos Lençóis Maranhenses vai de janeiro a junho e atinge o auge nos meses de fevereiro a maio. É nesse período que as lagoas enchem e a paisagem se transforma em um paraíso para os turistas. Para quem deseja viajar no auge da cheia, o ideal é ir ao Lençóis Maranhenses nos meses de abril e maio. A desvantagem dos dois meses, entretanto, é a possibilidade de ainda pegar muitos dias de chuva na região. Para ter certeza de lindos dias de sol e lagoas cheias, o melhor é investir nos meses de junho, julho e agosto. Vale repetir que a temporada de chuvas não é exata e pode variar de um ano para o outro.”

No gráfico abaixo vocês podem ver a quantidade de chuva/precipitação em cada um dos meses do ano. Esse gráfico é da região de Barreirinhas, mas o comportamento é muito similar também em Atins e Santo Amaro, compreendendo então toda a região dos Lençóis Maranhenses.

Clima nos Lençóis Maranhenses - Gráfico das Chuvas na região
Clima nos Lençóis Maranhenses (região de Barreirinhas) – Gráfico das Chuvas na região

Com dados sobre o clima nos Lençóis Maranhenses retirados do site Climatempo.

Resumo das melhores épocas para…

VER AS LAGOAS CHEIAS – De maio a setembro, depois da estação chuvosa, é possível ver cenários ainda mais exuberantes, como as incríveis lagoas dos Lençóis Maranhenses completamente cheias. Se contemplar esse cenário for a sua escolha, a melhor época para fazer a Rota das Emoções é entre junho e agosto, quando as lagoas estão bem cheias e com poucas pessoas.

CURTIR AS FESTAS JUNINAS – É nesse período também que o nordeste está em festa! Finalizar ou iniciar a sua viagem em São Luís do Maranhão durante as festas juninas pode te deixar ainda mais apaixonado por esse destino. O centro histórico fica ainda mais legal de ser visitado, principalmente a noite, quando as festas agitam moradores e turistas.

PÔR-DO-SOL NO MEIO DA PEDRA FURADA – Existem momentos especiais que também levam turistas a Jericoacoara. Como em Agosto, que é quando é possível ver o sol se pondo no meio da Pedra Furada em Jericoacoara. Sem dúvidas é muito bonito apreciar esse momento.

FAZER KITESURF NA ROTA DAS EMOÇÕES – Se você é praticante de Kitesurf e Windsurf, prepare-se para viajar no segundo semestre! De agosto a dezembro os ventos sopram ainda mais forte e é a alta temporada para os velejadores. Pra você ter ideia, velejadores do mundo inteiro vem para o Brasil para fazer Kite Trips pelo nordeste, especialmente no Preá, Barra Grande e Atins, onde a infraestrutura para o esporte é melhor.

FÉRIAS, FERIADOS E RÉVEILLON – Se você só tem o fim de ano, as férias e os feriadões para viajar, saiba que algumas cidades na Rota das Emoções ficam lotadas de turistas (tipo Jericoacoara) e, junto com isso, os preços vão às alturas. Então, se você quiser economizar e visitar esses lugares mais vazios, tente se planejar para visitar em outros períodos.

FOTOGRAFAR O CÉU A NOITE – Se você curte apreciar as estrelas e fotografar a Via Láctea, evite os meses de chuva pois existem sempre nuvens deixando o céu nublado, o que é ruim para fotos noturnas. Porém, mesmo no período chuvoso é possível pegar dias e noites claras.

QUANDO DER PRA IR – Resumindo, se não tem jeito e você tiver que ir numa época que não é considerada boa, simplesmente vá e aproveite intensamente os destinos. A melhor época para viajar na Rota das Emoções é você quem faz!

Você já foi em outra época? Conta pra gente como foi e o que viu por lá. Se gostou, se não gostou. O que não gostou? O que mais gostou?

MINHA DICA PESSOAL

FAÇA A ROTA DAS EMOÇÕES DE JUNHO A AGOSTO – São nesses meses que eu faço minhas Expedições da Rota das Emoções em 12 dias. Escolhi esses meses pois como vocês puderam ver em várias referências, é o melhor período para fazer essa viagem. Prepare-se para viver dias de muita aventura e emoção com todo o conforto que você merece em carros 4×4, pousadas selecionadas e todos os passeios inclusos no pacote. E o melhor, eu vou junto com vocês!

+ Conheça a Expedição Rota das Emoções (Ceará, Piauí e Maranhão)
+ Siga @rotadasemocoesbrasil no Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *